quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Chacina da Bacia - S. J. de Meriti

A chacina na Bacia, em São João de Meriti, choca os moradores locais. Muitos deles fizeram a nossa campanha e contam os problemas da região. Pedi empenho ao delegado Roberto, diretor do Departamento de Policia da Baixada, que já identificou os assassinos e pediu a prisão deles.

Os moradores da Bacia estão temerosos com a possibilidade da volta do tráfico armado na região. Eles pedem policamento no local. Dizem que se não for possível uma UPP, que pelo menos haja polícia.

Nós já pedimos empenho na prisão dos criminosos ao DPB e vamos acompanhar esse caso até que o fim, cobrando para que os autores sejam presos e levados a justiça.


Leia a materia de hoje:

RJ: pivô de chacina viu ex-namorado minutos antes do crime

Principal suspeito de ordenar o massacre a convidados de festa na Baixada Fluminense, domingo à noite, Vinícius Anselmo Araújo da Luz, o Vinicinho Jogador, foi visto numa moto dourada por sua ex-namorada Ana Paula Bastos Monteiro, minutos antes do crime. Na chacina na Bacia do Éden, em São João de Meriti, cinco pessoas morreram e 12 ficaram feridas.

Casada com o taxista Ubirajara Pereira, alvo do ataque, Ana Paula seria pivô da briga entre eles. Crime passional ainda é a principal linha de investigação da 64ªDP (São João de Meriti). A hipótese de confronto armado também não está afastada. No local, agentes recolheram 19 cápsulas de pistola 380, duas de calibre 40 e outras de fuzil 7.62.

Moradores do bairro também afirmaram ter visto o chefe do tráfico do Morro do Chapadão, Luiz Fernando Nascimento Ferreira, o Nando Bacalhau, no local do crime. "Ele estava numa picape preta gritando que ia morrer todo mundo", contou um morador.

Em depoimento, Ubirajara negou ter sofrido ameaça de Vinicinho até dezembro, quando foi atacado a tiros pelo rival. Já Ana Paula contou que, em 2009, Jogador teria dito a um amigo em comum que Bira "não ia ver o filho completar um ano de idade". A criança tem 1 ano e 8 meses e a jovem está grávida de 7 meses. Ana frisou jamais ter presenciado atitude violenta de Vinicinho quando namoraram. E que, por volta das 18h30 de domingo, ele passou perto da casa de sua mãe.

Ontem, PMs prenderam, na Favela da Índia, perto do Chapadão, seis suspeitos de tráfico, que não teriam ligação direta com a chacina. O Disque-Denúncia (2253-1177) já recebeu 20 ligações sobre o caso.

Pai cava sepultura do filho
Três vítimas foram enterradas ontem: Rosilene Nascimento, de 37 anos, no Cemitério de Vila Rosali; Gilson Alves de Lino, 42, e Marcos Otávio Barbosa, 16, no Cemitério do Éden. Este último era filho da aniversariante Kátia Sidônio, 38.

Pai do adolescente, Márcio Alexandre desesperou-se durante o funeral, que teve foguetório. Ele pegou a enxada do coveiro, cavou a sepultura do filho e depois ajudou a colocar a terra, beijando a cruz colocada sobre o caixão do jovem.

"O que mais me dói é que isso ficará impune", desabafou Márcio, retirando uma flor da coroa de seu filho e levando até a cova de Waldenir de Oliveira, 16, outro morto no ataque, sepultado segunda-feira. Tiago Santos, 25, foi a quinta vítima.

Na Rua Cruz da Fé, ainda amedrontados ou afirmando temer represálias, os moradores afirmam jamais ter visto Ubirajara Pereira, marido de Ana Paula, naquela região.


Fonte: Terra (http://migre.me/1Obzl)

Um comentário:

  1. Precisa aparecer mais vezes na missa... rsrs
    Fique com Deus e Nossa Senhora.

    ResponderExcluir